6 dicas para manter a vida sexual ativa e saudável

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), a vida sexual ativa sexo é um dos fatores que medem o nível da qualidade de vida das pessoas. Quando passamos muito tempo sem ter relações sexuais ou sem sentir desejos, logo começamos a nos perguntar se há algo de errado conosco.

No entanto, existe muitas formas de viver e experienciar o sexo, e elas variam muito de pessoa para pessoa. Enquanto alguns fazem quase todos os dias, para outros uma vez por mês ou por semana já o suficiente.

Algumas práticas ou posições na cama também podem ser mais atrativas para um casal do que para outros. Por isso, não existe certo e errado, ou algo considerado “normal”, quando nos referimos a sexo. O certo e o normal é aquilo que satisfaz as duas pessoas na relação.

Além disso, existe a falsa ideia que de que o sexo é uma atividade de pessoas jovens, e que conforme envelhecemos perdemos a vontade de ter relações sexuais. Pelo contrário, é possível ter uma vida sexual ativa mesmo quando estamos mais velhos, só precisamos entender melhor as mudanças que nosso corpo e mente sofrem com o passar do tempo.

Para ajudar a entender um pouco mais sobre esse assunto, separamos algumas dicas para você ter uma vida sexual ativa e mais saudável. Confira!

– Converse sempre com sua parceira

Não adianta negarmos que com o tempo e a idade nosso corpo e nossa mente passam por diversas mudanças. A nossa disposição para o dia a dia, nosso estilo de vida e, claro, nossa libido sofrem algumas alterações conforme vamos envelhecendo. Mas não devemos desanimar perante essas mudanças, mas, sim, saber como nos adaptar a elas.

No que diz respeito à vida sexual, a melhor forma de começar a mantê-la ativa e saudável é conversando com sua parceira. Ao compartilhamos nossas angústias, medos e desejos com a pessoa com quem estamos, já estamos dando o primeiro passo para melhorar o nosso desempenho sexual.

Além disso, o diálogo ajuda a aumentarmos a nossa autoestima e a entender melhor as mudanças que ocorrem nessa fase da vida.

– Não tenha medo de inovar

Muita gente acredita que entre os mais velhos o sexo é chato e repetitivo, e que após tantos anos não há mais nada de novo que possa ser feito. Porém, se engana quem pensa dessa maneira!

Nunca é tarde para inovar na hora H, e a criatividade é uma das principais chaves para manter a libido em alta. Converse com sua parceira e procure saber o que ela gostaria de tentar de novidade, ou proponha você mesmo algo para apimentar a relação. Pode ser testando novas posições ou novas carícias, o importante é lembrar que vale tudo entre quatro paredes!

– Cuide da sua alimentação

Você vem se alimentando bem nos últimos anos? Pois esse é um fator muito importante na hora de manter uma vida sexual ativa. Procure ter uma alimentação rica em vegetais, castanhas e peixes que, além de fazerem bem para a saúde, de um modo geral, também são estimulantes sexuais.

Estes são alguns dos alimentos que podem ser incluídos nessa dieta, visando aumentar a disposição sexual:

  • ostras: melhoram a libido e estimulam a produção de espermatozoides;
  • aspargos: ajuda a regular os hormônios e estimula a libido;
  • fígado de boi: regula os níveis de testosterona;
  • linhaça: equilibra os níveis hormonais e auxilia no aumento da libido;
  • peixes (principalmente salmão e atum): possuem alto nível de ômega 3, que estimula a circulação e facilita o aumento da libido;
  • abacate: rico em vitamina B6, potássio e gorduras boas que auxiliam o desempenho sexual

Pratique exercícios físicos

Junto com a alimentação saudável, os exercícios físicos auxiliam — e muito — na manutenção da nossa saúde e na melhora do nosso desempenho sexual. Ao praticar exercício, nosso corpo ganha mais mobilidade, versatilidade e libera estímulos de prazer para o nosso cérebro.

Além de fazer bem para a saúde, de uma forma geral, ao praticar exercícios ficamos mais dispostos para fazer sexo que, de certa forma, também é uma atividade física. Também aumentamos nossa mobilidade, o que facilita na hora de tentar novas posições e ajuda a conseguirmos nos manter no ato sexual por mais tempo.

Dessa forma, os exercícios físicos acabam auxiliando na hora das relações sexuais, ajudando a diminuir o cansaço e as dores físicas que acabam se tornando mais recorrentes com a idade.

– Consulte com um especialista regularmente

Para mantermos nossa vida sexual ativa, principalmente depois de certa idade, é importante que nossa saúde também esteja sempre em dia. Por isso, é importante consultarmos com um especialista com regularidade para checarmos se está tudo bem — em vez, por exemplo, de correr o risco de nos automedicar.

Além dos exames mais comuns, também é importante checar sempre a possibilidade de doenças ligadas ao sexo, mesmo tendo uma parceira fixa. Infecções ou inflamações decorrentes do ato sexual podem acontecer com qualquer um e em qualquer idade, por isso é importante estar sempre atento.

Também devemos nos consultar com um especialista caso seja notada algumas disfunções, como disfunção erétil e ejaculação precoce, a fim de resolvermos, de uma vez por todas, esses incômodos.

– Aproveite sua sabedoria

Se por um lado as mudanças causadas em nosso corpo pelo passar da idade podem ser assustadoras, por outro lado, podemos utilizar essa passagem de tempo a nosso favor.

Com o decorrer dos anos vamos aprendendo muito sobre nosso corpo, o que nos dá prazer e o que não dá, o que gostamos de fazer na cama e o que fazemos bem como ninguém. Além disso, perdemos muito da insegurança e do medo de errar da juventude, o que nos permite ser mais ousados nas relações sexuais.

Coloque essa maturidade sexual a seu favor e explore seus pontos fortes para aumentar a sua satisfação e a da sua parceira na hora do sexo. Não esquecendo, claro, de acrescentar um pouco de criatividade, hein?

Esperamos que essas dicas tenham ajudado você a entender um pouco mais sobre as mudanças pelas quais passamos em nossa sexualidade, a partir do decorrer da idade, e que elas possam ser úteis na busca por uma vida sexual ativa e saudável.

Se você gostou do nosso texto, não deixe de comentar compartilhando suas experiências sobre o assunto!

 

Banner Blog Disfunção Erétil

WhatsApp chat Chame no WhatsApp