Como manter uma boa vida sexual na terceira idade?

Em um século, a expectativa de vida do brasileiro mais do que dobrou. Atualmente, além de vivermos mais, vivemos melhor. Há novos recursos para cuidar da saúde e se manter fisicamente ativo — até mesmo na cama.

O sexo na terceira idade pode, sim, ser pleno e satisfatório. Para isso, é preciso ter consciência que a atividade sexual em pessoas mais maduras não será como na juventude. Conforme envelhecemos, muitas coisas mudam, tanto em nosso corpo quanto em nossa mente. Entretanto, essas alterações não precisam ser para pior.

Continue lendo o nosso texto para saber mais sobre as mudanças físicas que afetam o desempenho sexual em idosos e descubra como manter uma boa vida sexual por muito mais tempo! Vamos lá?

Que mudanças mexem com a vida sexual dos idosos?

Sexo deve ser bom em qualquer idade, certo? Para que a prática continue sendo prazerosa na terceira idade, é preciso entender as transformações pelas quais o organismo passa e saber como contorná-las.

A partir dos 50 anos, muitos homens apresentam uma queda elevada nos níveis de testosterona, gerando um quadro conhecido como andropausa. Conheça alguns indícios desse problema:

  • queda da libido;
  • dificuldade de obter uma ereção;
  • cansaço;
  • alteração de humor;
  • insônia;
  • depressão.

Esses sintomas, somados à queda natural do vigor físico na terceira idade, levam a uma diminuição da qualidade do sexo em idosos. Como se as alterações físicas e anatômicas causadas pelo envelhecimento não fossem suficiente, os homens precisam, ainda, lidar com os preconceitos que cercam a vida sexual na maturidade.

Mesmo com o comprometimento da libido, o idoso continua tendo apetite sexual. Nessa fase da vida, o sexo exige criatividade e sinceridade. Deve-se buscar as posições mais confortáveis e prazerosas, além de investir mais nos beijos e no carinho.

Como aproveitar ao máximo o sexo na terceira idade?

Melhorar a vida sexual não se resume a adotar novas estratégias na cama. É preciso, também, cuidar da saúde física e psicológica e aceitar as mudanças que o envelhecimento causa.

Veja algumas dicas para se manter sexualmente ativo na terceira idade!

Pratique exercícios físicos

A perda da massa muscular é um fenômeno natural que tem início na 5ª década de vida, aproximadamente. Como consequência, o homem perde parte de sua força e passa a apresentar um maior risco de quedas e fraturas.

Alguns fatores, como o sedentarismo, podem acelerar esse processo e, ainda, exacerbar sinais como o cansaço e a falta de disposição. Esses sintomas influenciam — e muito! — a vida sexual do homem.

Assim, para se manter ativo por mais tempo, é importante incluir ao menos 30 minutos diários de atividades físicas em sua rotina. A prática de exercícios traz muitos outros benefícios:

  • melhora dos níveis sanguíneos de colesterol e glicose;
  • diminuição da ansiedade e do estresse;
  • elevação da autoestima;
  • fortalecimento do sistema imunológico;
  • redução do risco de morte precoce.

Alimente-se de forma balanceada

Você já deve saber que uma alimentação equilibrada previne doenças como a obesidade, a diabetes e a hipertensão. Apenas isso já é motivo suficiente para fazer boas escolhas à mesa, certo?

Ainda tem mais. Alguns alimentos são capazes de promover alterações fisiológicas no organismo que interferem positivamente no ato sexual. Os chamados afrodisíacos agem no desejo e na produção de hormônios ou promovem a vasodilatação e melhoram a irrigação sanguínea do pênis — facilitando, assim, a ereção.

Os produtos ricos em ômega-3 (o salmão e o azeite de oliva, por exemplo) são ótimos para fortalecer a saúde cardiovascular e melhorar a circulação do sangue.

Outros alimentos que devem fazer parte do cardápio de quem deseja manter uma vida sexual ativa são o amendoim, as castanhas, os frutos do mar e as pimentas.

Visite um especialista constantemente

Em geral, os homens não buscam o especialista para consultas de rotina. Isso faz com que as doenças silenciosas, aquelas que não apresentam sintomas de imediato, fiquem escondidas e sem tratamento.

Fazer exames periódicos é importante para prevenir e identificar precocemente enfermidades. Muitos dos problemas que podem ser diagnosticados em consultas de rotina afetam a vida sexual do homem.

Um exemplo é o câncer de próstata, doença que cujos sinais mais comuns são a vontade de urinar com frequência e a disfunção erétil. Esses sintomas, entretanto, aparecem apenas quando o tumor já cresceu bastante.

Sustente um diálogo aberto com a parceira

Além da adoção de hábitos de vida saudáveis, a comunicação com a parceira é essencial para a harmonia do casal. Expor os pensamentos, as angústias e os desejos ajuda a fortalecer a união e a aumentar a sintonia com a companheira.

O resultado disso é uma maior entrega na hora do sexo, com cobranças e expectativas mais realistas por parte de ambos. Assim, o momento fica mais prazeroso e a qualidade da vida sexual aumenta consideravelmente.

Mantenha a mente saudável

A saúde psicológica é tão importante quanto a física. Afinal, não é possível ter uma boa relação sexual ao pensar nos problemas da vida ou ao se preocupar com o que vai acontecer.

Muitas ações contribuem para a manutenção de uma mente saudável:

  • praticar exercícios físicos;
  • ter um hobby;
  • viajar ou passear ao ar livre;
  • aprender uma coisa nova a cada dia.

Por que é tão importante ter uma boa vida sexual na terceira idade?

A 1ª resposta que pode passar na sua cabeça quando fazemos essa pergunta é bem simples: porque sexo é bom. Mas os benefícios de uma vida sexual ativa vão muito além disso.

Por exemplo: você sabia que se manter sexualmente ativo diminui suas chances de ficar doente? Isso acontece porque fazer sexo frequentemente eleva a produção de anticorpos, substâncias presentes no sangue que nos protegem contra microrganismos invasores e substâncias tóxicas.

Se você sofre de insônia, o sexo também pode ser um ótimo remédio. Durante o orgasmo, o corpo libera ocitocina. Esse hormônio possui propriedades sedativas e reduz o tempo que uma pessoa leva para cair no sono.

E aí, ficou convencido da importância do sexo na terceira idade? Com as dicas apresentadas neste post, você poderá usufruir dos momentos de prazer na cama por muito mais tempo e tirar proveito de todos os benefícios que a atividade sexual traz.

Este conteúdo foi útil para você? Assine a nossa newsletter e receba mais dicas para melhorar sua vida sexual!

Banner Blog Disfunção Erétil

WhatsApp chat Chame no WhatsApp