Como melhorar a ereção? Confira 4 exercícios essenciais

Você sabia que é possível malhar o pênis? Calma! Não estamos falando em pendurar halteres na ponta do órgão, mas sim em como melhorar a ereção por meio de exercícios que ajudam — e muito! — na hora H.

As atividades propostas auxiliam não apenas aqueles que desejam combater a ejaculação precoce e a disfunção erétil — trabalhar os músculos envolvidos na ereção ajudam qualquer um a conquistar mais prazer na cama.

Ficou curioso? Então, continue lendo o nosso post e descubra 4 tipos de exercícios que podem melhorar suas relações sexuais. Acompanhe!

1. EXERCÍCIOS DE KEGEL

Em meados do século XX, o ginecologista norte-americano Arnold Kegel propôs o uso de exercícios de contração para fortalecer a musculatura da vagina e do assoalho pélvico. A prática é capaz de ajudar no tratamento da incontinência urinária, além de tornar as relações sexuais mais prazerosas.

Mas não são apenas as mulheres que se beneficiam com os exercícios de Kegel. Nos homens, esse treinamento fortalece tanto os músculos que controlam o fluxo da urina quanto aqueles que suportam a ereção.

Assim, trabalhar o assoalho pélvico é útil para conter a perda involuntária de urina e também para melhorar o desempenho sexual. Os exercícios não influenciam no tamanho do pênis, mas ajudam a sustentar a ereção por mais tempo. Além disso, a região pélvica fica mais sensível e responsiva ao estímulo erógeno.

Como fazer

O primeiro passo para realizar os exercícios de Kegel é reconhecer os músculos do assoalho pélvico. Para isso, vá ao banheiro e interrompa a micção quando estiver urinando. Os músculos necessários para segurar o fluxo da urina são os mesmos que devem ser trabalhados para melhorar a ereção.

Assim que tiver dominado essa técnica, repita os movimentos de contração sem estar urinando. Procure sustentar cada contração por 5 segundos, relaxando em seguida. A intensidade do movimento e o número de repetições podem ser regulados de acordo com a prática de cada um.

Idealmente, os exercícios devem ser realizados todos os dias em séries de 10 a 20 repetições. Todos os demais músculos do corpo devem estar relaxados e a respiração deve fluir normalmente.

Vale ressaltar que segurar a urina pode levar a infecções do trato urinário. Por isso, os exercícios de Kegel só devem ser realizados durante a micção para que seja feita a identificação dos músculos do assoalho pélvico.

2. TÉCNICA 9-5

A masturbação é o exercício mais óbvio para o treinamento do pênis. Porém, para que ela seja mais do que apenas um momento de relaxamento e prazer, é preciso fazer algumas adaptações no método.

Como fazer

Nessa técnica, é preciso que a masturbação seja feita sem o auxílio de pornografia ou outros estímulos visuais. Você deve usar uma escala imaginária de estimulação que vai de 1 a 10. Quanto maior for o número, maior é a excitação. Isso significa que, quando você está no 9, não é preciso realizar muito esforço para atingir o orgasmo.

O objetivo do método é manter os movimentos de forma a se sentir entre os níveis 5 e 9, acelerando ou freando, conforme a necessidade. Para controlar a ejaculação, aperte a glande quando estiver próximo ao nível máximo de excitação.

Quando estiver dominando essa nova forma de masturbação, você pode trabalhar junto com a parceira. Nesse caso, a penetração só deve acontecer quando você já estiver muito excitado (9 na escala). O pênis deve permanecer parado e a ejaculação deve ser retida pelo maior tempo possível.

3. PRANCHA

Se você frequenta a academia, é possível que já tenha visto (ou mesmo praticado) o exercício conhecido como prancha. O que você nunca deve ter imaginado é como realizar essa atividade de contração isométrica, em que o corpo é sustentado imóvel, pode ajudar nas suas relações sexuais.

Alguns benefícios da prancha incluem:

  • fortalecimento dos músculos abdominais e da região lombar;
  • redução das dores na coluna;
  • elevação da queima calórica;
  • melhora na postura e no equilíbrio;
  • aumento da flexibilidade.

Tudo isso ajuda a aumentar a resistência entre os lençóis, contribuindo para o desempenho sexual.

Como fazer

A prancha apresenta algumas variações. A mais clássica é aquela em que você se deita de barriga para baixo e eleva o tronco, mantendo os braços e as pernas bem esticados. É preciso manter a coluna e as pernas alinhadas, imaginando que o corpo é uma prancha firme e imóvel.

Durante o exercício, o abdômen e as coxas devem permanecer contraídos e as pontas dos pés flexionadas. Diariamente, devem ser feitas 10 repetições da prancha, sustentando a posição por 20 segundos em cada uma delas.

Quando estiver craque nessa atividade, você pode adicionar complexidade ao exercício. Uma alternativa é colocar um pé sobre o outro, mantendo a posição por 10 segundos e, em seguida, trocando as pernas. Outra variação é levantar um braço e a perna oposta, mantendo o tronco e a perna que toca o chão alinhados. Essa opção trabalha bastante o equilíbrio, além de aumentar consideravelmente a pressão sobre o corpo.

4. EXERCÍCIOS AERÓBICOS

A ereção acontece quando os corpos cavernosos do pênis são preenchidos com sangue. Por isso, a disfunção erétil está, muitas vezes, relacionada às alterações no fluxo sanguíneo para a região genital.

Assim, problemas como a obesidade, colesterol alto, diabetes e doenças vasculares podem afetar o desempenho sexual. Para evitar que isso aconteça, é importante adotar hábitos de vida saudáveis e incluir a prática de atividades aeróbicas na rotina.

Como fazer

Antes de mais nada, é preciso fazer um checkup para avaliar seu estado de saúde e verificar se você está apto a realizar exercícios em segurança. Se tudo estiver bem, é só começar a praticar a atividade que mais lhe agrada. Os principais exemplos de exercícios aeróbicos são andar, correr, pedalar, nadar e dançar.

Agora que você já conhece nossas dicas sobre como melhorar a ereção, que tal colocá-las em prática? Alie os exercícios apresentados a uma boa alimentação e tire ainda mais proveito dos momentos de prazer a dois.

Gostou deste post? Então curta nossa página no Facebook e fique por dentro de outros conteúdos com informações relevantes para aprimorar sua vida sexual!