Saiba quais são as principais fases da vida sexual masculina

A preparação para a vida sexual masculina tem início na adolescência, quando o corpo do menino começa a se transformar até adquirir, fisicamente, a maturidade sexual.

Conforme o tempo passa, a sexualidade do homem muda e isso não significa que haja algum tipo de problema.

O auge do desejo sexual costuma ocorrer por volta dos 20 anos, e a libido tende a permanecer elevada até os 40.

A partir dessa idade, é comum observarmos uma diminuição do apetite sexual. Porém, com algumas adaptações, é possível continuar desfrutando dos prazeres dos relacionamentos e do sexo.

É comum escutarmos a frase “o homem maduro transa menos, mas transa melhor”.

Continue lendo este post para saber mais sobre a sexualidade em cada uma das fases da vida do homem. Acompanhe!

Adolescência

A transição entre a infância e a vida adulta é uma fase de muitas transformações. É quando surgem os pelos na região genital e em outras partes do corpo, o pênis e os testículos ficam maiores, a voz engrossa e a produção de espermatozoides inicia.

As mudanças físicas observadas na adolescência acontecem como resultado do aumento da produção de testosterona. Os órgãos sexuais, já estão maduros, portanto passam a responder ao estímulo sexual. Geralmente, é nessa fase da vida que ocorrem as primeiras experiências sexuais.

Trata-se de uma fase de aprendizagem. O jovem tem muito vigor físico, mas nem sempre consegue ter relações plenamente satisfatórias. A ansiedade ligada à inexperiência pode levar à perda de ereção ou à ejaculação precoce, mesmo na ausência de transtornos físicos que acarretem esses problemas.

Aos 20 anos

O pico da libido ocorre nessa fase. Os hormônios estão em alta e os homens parecem querer transar o tempo todo. É o auge da forma física e ainda há muito o que explorar na cama.

Tanta energia pode fazer com que o homem se preocupe mais com a quantidade do que com a qualidade do sexo. De acordo com pesquisadores do Instituto Kinsey da Universidade de Indiana (EUA), o jovem adulto costuma praticar atos sexuais 112 vezes por ano, o que equivale a pouco mais de 2 relações por semana.

Conforme o homem ganha mais confiança e controle, ele consegue retardar o orgasmo por mais tempo e fazer com que o sexo tenha maior duração.

Aos 30 anos

A partir dessa idade, os níveis de testosterona caem cerca de 1% a cada ano. Apesar da diminuição hormonal, os homens de 30 anos são mais seguros sexualmente. Eles sabem do que gostam e empenham-se em dar prazer para a companheira.

Algumas mudanças da vida, tais como casamento, chegada dos filhos e necessidade de crescimento profissional, são comuns nessa fase e podem causar estresse. Ainda assim, homens nessa faixa etária têm cerca de 3 orgasmos por semana.

Aos 40 anos

Diversas doenças são mais prevalentes em homens a partir dessa idade. Por isso, é mais importante do que nunca realizar consultas periódicas e exames médicos de rotina.

diabetes, por exemplo, afeta a vida sexual do homem e costuma se manifestar nessa fase. Os homens dessa faixa etária que relatam falhas na ereção devem investigar a existência de problemas cardiovasculares e procurar tratamento, se necessário.

Já mais experiente, o homem de 40 anos torna-se mais interessado por novidades. Ele busca realizar suas fantasias sexuais e inovar na cama, seja com novas posições ou brinquedos eróticos.

Aos 50 anos

É nessa fase que a ansiedade acerca da sexualidade começa a preocupar o homem, uma vez que, com o envelhecimento, os representantes do sexo masculino experimentam diversas modificações no corpo e na mente.

Já não há o vigor físico da juventude, e a queda no desejo é natural e perceptível. Mas isso não quer dizer que o interesse e a capacidade sexual se percam por completo.

As alterações biológicas fazem com que o homem precise de mais estímulo para conseguir uma ereção. Muitos homens registram sua primeira experiência com a disfunção erétil nessa etapa da vida.

Normalmente, é a partir dessa idade que tem o início o uso da pílula azul ou a busca por tratamentos mais modernos para a disfunção erétil. Algumas medidas que podem ajudar a melhorar a função sexual incluem praticar exercícios físicos regularmente, adotar uma dieta balanceada e não fumar.

A partir dos 60 anos

Assim como em outras fases da vida, o sexo também é muito importante na terceira idade. O companheirismo passa a ser mais valorizado e se torna uma peça essencial para uma relação de sucesso.

Não podemos negar que as diversas modificações fisiológicas do envelhecimento provocam mudanças também na cama. Por isso, é importante estar preparado para lidar com as seguintes alterações:

  • menor produção de sêmen e, consequentemente, orgasmos menos intensos;
  • ereção mais lenta e dependente de maior estimulação;
  • aumento do tempo entre duas ejaculações (período refratário).

Nessa idade, muitos homens apresentam problemas de saúde como colesterol elevado, hipertensão ou doenças cardíacas. Uma forma de melhorar o desempenho sexual é cuidar da saúde toda, uma vez que um sistema circulatório saudável contribui também para a irrigação sanguínea do pênis.

Na terceira idade, também é comum que o homem lide com questões pessoais que afetam a saúde sexual. Entre elas, podemos citar a saída dos filhos de casa, a morte de parentes e amigos próximos e a queda nos rendimentos financeiros por causa da aposentadoria.

A queda na frequência sexual observada em idosos pode ser fruto, ainda, de uma série de mitos que cercam o sexo na terceira idade. Veja alguns:

  • masturbação só serve para adolescentes e jovens;
  • idosos tendem a práticas sexuais impróprias;
  • não é possível voltar a ter relações sexuais após um período de inatividade;
  • o desejo cessa por completo após décadas de vida;
  • ter orgasmos acelera o envelhecimento.

Apesar de todos os percalços, um grupo de cientistas norte-americanos revelou que 51% dos homens na casa dos 80 anos são capazes de sustentar uma ereção forte o suficiente para manter uma relação sexual.

O corpo e a mente do homem passam por muitas transformações ao longo dos anos, portanto é primordial saber que a vida sexual masculina é importante em qualquer idade.

Apesar de que alguns problemas de desempenho podem ocorrer, seja por motivos psicológicos ou orgânicos.

Finalmente, no caso de problemas, deve-se buscar ajuda para continuar desfrutando dos momentos de prazer por muito mais tempo.

Este conteúdo foi útil para você? Então, aproveite para saber mais sobre as principais disfunções sexuais masculinas.

Banner Blog Disfunção Erétil

WhatsApp chat Chame no WhatsApp